Reuniões mensais serão realizadas com todas as categorias para que soluções prioritárias sejam construídas junto ao Governo do Estado

O segundo dia de sessão em plenário na Assembleia Legislativa do Amazonas, nesta quarta-feira (05), foi marcado pela presença de servidores públicos que buscam apoio para diversas demandas. A deputada estadual Joana Darc (PL), recebeu representantes de diversas categorias dos serviços públicos para discutir os pleitos dos servidores para o ano de 2020.

Um dos principais encaminhamentos determinados durante a reunião, é que agora acontecerão reuniões mensais a partir deste mês de fevereiro com os representantes das categorias, para as demandas sejam apresentadas e elencadas de maneira prioritária de cada classe, para que as soluções sejam construídas de maneira organizada junto ao legislativo e ao executivo.

“Serei essa ponte entre as demandas prioritária dos servidores públicos do Governo do Estado. Por isso assumo o compromisso de avançar na construção das soluções dessas demandas que são contínuas, para que os servidores públicos tenham suas pautas coletivas atendidas, cada um dentro das suas necessidades e de acordo com as condições do Estado”, finalizou a deputada.

Participaram da reunião a deputada estadual Terezinha Ruiz, e representantes dos sindicatos SindAgente (Sindicato dos Trabalhadores em Controle e Combate de Endemias no Estado do Amazonas), Avamseg (Associação dos Vigias, Auxiliar Técnico, Serviços Gerais e Técnicos Administrativos), Simeam (Sindicato dos Médicos do Amazonas), APEAM (Associação dos Praças do Estado do Amazonas), SindSaúde (Sindicatos da Saúde), Sinproenf (Sindicato dos Profissionais Enfermeiros Serviço público no estado do Amazonas) e Asprom Sindical (Sindicato dos Professores e Pedagogos de Manaus).

*Deputada quer contratação direta também para enfermeiros terceirizados*

Em seu primeiro discurso em tribuna nesta manhã, Joana Darc declarou que protocolou indicativo ao Governo do Amazonas para que neste ano aconteça a contratação direta também dos enfermeiros que atuam nos hospitais públicos do estado.

“Ainda recebemos denúncias de que os enfermeiros terceirizados que prestam serviços para o Estado, permanecem com salários atrasados por parte das empresas, e que inclusive uma delas está com as contas bloqueadas, e não efetua o pagamento devido aos seus colaboradores. E para dar continuidade a diminuição da terceirização na saúde, já fiz o indicativo ao Governador para que possamos encontrar mais soluções para melhorar a saúde no estado, e ter profissionais trabalhando com dignidade é uma delas”, ressaltou a parlamentar.

Postagem Anterior Próxima Postagem
O Amazonense