A equipe de investigação do Posto de Policiamento Integrado (PPI), do Distrito de Cacau Pirêra, situado em Iranduba, município distante 27 quilômetros em linha reta da capital, prendeu na manhã desta quarta-feira (18/09), por volta das 6h30, o casal Evanda Campos Vieira, 57, e companheiro dela, Océlio Azevedo Vieira, 61, em cumprimento a mandado por estupro de vulnerável. As prisões ocorreram na residência do casal, na Comunidade Iranópolis, no Km 03 da rodovia estadual AM-070.

De acordo com o delegado Antonio Chicre Neto, titular da unidade policial, há aproximadamente 20 anos, Océlio abusou sexualmente de familiares de Evanda, que na época eram crianças de 5, 8 e 9 anos de idade. Conforme a autoridade policial, ao longo dos anos o infrator cometeu novos delitos contra uma nova geração de meninas da família, bem como crianças da vizinhança.

“Océlio se aproveitava do fato de ser proprietário de um estabelecimento comercial para oferecer dinheiro e bombons às vítimas. Ao longo das investigações foi identificado que Evanda sempre teve conhecimento do crime e era conivente com os atos errôneos do esposo. As ordens judiciais em nome de Océlio e Evanda foram expedidas no dia 13 de setembro deste ano, pelo juiz Carlos Henrique Jardim da Silva, da 2ª Vara de Iranduba”, explicou Chicre.

Procedimentos – Océlio e Evanda foram indiciados por estupro de vulnerável. Eles serão conduzidos ao prédio da 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), localizada em Iranduba, onde irão permanecer à disposição da Justiça.
Postagem Anterior Próxima Postagem
O Amazonense