“Preparem as câmeras, terá muita gente pelada e fazendo bizarrice na paralisação nacional das universidades.” Diz aluna de história 

Foto: Internet
Aluna indignada com a paralisação das universidade deixou recado em grupo de whatsapp “Preparem as câmeras, terá muita gente pelada e fazendo bizarrice na paralisação nacional das universidades.”

“Sou estudante e sinto vergonha do que possa acontecer diante dessas manifestações, eu apoio, mas, não gosto quando o grupo opta pelas bizarrices, como andar pelado e até mesmo introduzir corpos estranhos na gente, espero que esses atos seja mais conscientes e de fato pelo bloqueio da verba” disse uma estudantes de história. 

" você entende, juntam-se a “promiscuidade” da nudez com as manifestações políticas" ridículo para nós estudantes universitário, temos a capacidade de argumentação" finalizou

Universidades de todo país entrarão em greve, em repudio à decisão do Ministério da Educação (MEC) que fez um corte de 30% do orçamento das universidades federais.

A greve também foi aderida pela UFAM; alunos e professores farão um ato as 15 horas na Praça da Saudade no próximo dia 15.

O movimento é em decorrência do bloqueio de R$ 38 milhões dos cofres da Ufam, que assim como as demais universidades federais também sofreu com o corte de 30% anunciado pelo Ministério da Educação (MEC).

Bolsonaro: dinheiro retirado de universidades será investido na base

O presidente Jair Bolsonaro disse que o dinheiro retirado das universidades federais será investido na educação básica. Ele disse que a educação no Brasil é como uma casa com um “excelente telhado e paredes podres”. 

“A gente não vai cortar recurso por cortar. A ideia é investir na educação básica. Ouso dizer até que um número considerável não sabe sequer a tabuada. Sete vezes oito? Não vai sabe responder. Então pretendemos investir na base. Não adianta ter um excelente telhado na casa se as paredes estão podres. É o que acontece atualmente”, disse Bolsonaro em entrevista ao SBT. 


Postagem Anterior Próxima Postagem
O Amazonense