O clínico geral estava preso na Penitenciária José Martinho Drumond, em Ribeirão das Neves, na Grande BH, desde fevereiro deste ano

Um médico de 36 anos suspeito de pedofilia e abuso sexual contra mais de 100 pacientes, entre adultos, crianças e adolescentes, na Grande BH, foi solto no início do mês. A informação foi confirmada pela Seap (Secretaria de Estado de Administração Prisional) nesta sexta-feira (12).

Ele estava preso na Penitenciária José Martinho Drumond, em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de BH, desde fevereiro deste ano.

Em outubro do ano passado, a Polícia Civil descobriu que o médico fazia vídeos das mulheres durante exames ginecológicos e teria cometido abuso sexual contra uma delas.

Na casa do médico, os investigadores apreenderam câmeras e outros equipamentos que continham conteúdo com pornografia infantil.
Postagem Anterior Próxima Postagem
O Amazonense