Oi meu nome é T.P.S tenho 26 anos e estudante de direito numa faculdade bem famosinha aqui em Manaus. Tenho uma linda namorada e sou apaixonado por ela. 

Vou ser bem rápido nessa história, eu acho que todo o homem já fez uma brincadeirinha com outro homem, sem histeria, mas, todo moleque tem a primeira experiência geralmente é com outro moleque, as vezes até uma “punha” compartilhada (eu bato pra ti e tu bate pra mim). 

Na época eu tinha uns 18 anos e estava no ensino médio e lembro um dia ter ido ao Teatro Amazonas com o terceirão da escola. 

Na volta os professores liberaram todos os alunos, e quem tinha carona voltou, eu não tinha carona e nem passagem, só que uma professora pediu pra um pai de um aluno me levar, já que iria passar perto de casa. Esse aluno não estudava na minha turma. 

Aquele senhor de uns 40 anos levou uns seis alunos, deixou todo mundo e eu fiquei por último. Foi ai que a situação piorou pro meu lado. 

Ele começou a puxar uns papos estranhos e logo percebi que tava querendo uma brincadeira, eu acho que contribui com isso, eu disse que estava calor, então ele mandou eu ficar a vontade, tirei a camisa, e começou a me observar lentamente enquanto dirigia. Modéstia a parte, tenho um corpo sem pelo, totalmente liso, 18 anos estava cheirando a leite neh. 

Confesso que eu tinha um pouco de curiosidade e deixei ele passar as mãos nas minhas coxas enquanto dirigia. Na época eu morava no Cidade de Deus. Então do nada ele entrou no motel Açaí. Fiquei nervoso, mas já tava ali então queria ver o que ia acontecer, e o pior aconteceu. 

Aquele homem era um curioso e tava muito nervoso também, assistimos um filme pornô e acabamos fazendo uma troca de “punha” igual dois moleques kkk. 

O pior foi no ano passado no sexto período da faculdade conheci uma menina que me fez ser o cara que sou hoje, romântico e apaixonado, depois de muitas conversas a pedi a em namoro e fui conhece os pais dela. 

Todos estavam muitos felizes, mãe, irmãos e tios, então quando cheguei fui apresentado para toda a família... Tomei um susto quando vi o pai da minha namorada. Wow, por um momento voltei ao passado, eu não tava acreditando no que estava vendo. Sim, era o mesmo homem com fui ao motel aos meus 18 anos. 

Acho que ele não lembrou muito ou fingiu que nada tinha acontecido, tudo bem, começamos a beber e conversar, de repente me vi sozinho em uma mesa, foi então que disse que lembrava do meu rosto de algum lugar, tomei um susto e percebi que ele lembrava mas, não tinha muito certeza, acabei abrindo o jogo e relembrando toda a história, ele riu com uma cara de safado e me disse pra se afastar da filha dele. Fiquei triste e confuso. 

No dia seguinte ela me disse que o pai não gostou de mim e queria dar um tempo,  ou  conversar um pouco mais até oficializar nosso namoro. Não sei o que de fato ele disse pra ela, pow, mais a amo até hoje, acho que eu saberia lidar com tudo, com as lembranças e remoço 

Eu disse pra ele o que tinha acontecido era coisas de duas pessoas curiosas. E que todo homem já fez (inclusive você que está lendo minha história, todo macho nessa vida já teve uma experiência com outro homem) 

E agora que faço! ainda to apaixonado, mas, o pai a proibiu de falar comigo. 

Nesse momento que escrevo meu relato acabo de receber no zap um convite dele pra gente ir ao Açai outra vez... To muito confuso me ajudem.


E VOCÊ O QUE ACHOU DESSA HISTÓRIA?  TEM UMA HISTORIA QUENTE? 

ESCREVA PRA GENTE NO PRIVADO DA NOSSA PAGINA. 

Postagem Anterior Próxima Postagem
O Amazonense