A cantona Nana Caymmi, que acaba de lançar um novo disco, deu uma entrevista para a Folha de São Paulo onde não teve papa nenhuma na língua para criticar outros artistas.

A Folha registra que em uma entrevista de 71 minutos, Nana falou 89 palavrões e não fugiu de temas como a política. Ela revela que votou em Jair Bolsonaro no segundo turno:

“É injusto não dar a esse homem um crédito de confiança. Um homem que estava fod***, esfaqueado, correndo pra fazer um ministério, sem noção da mutreta toda… Só de tirar PMDB e PT já é uma garantia de que a vida vai melhorar. Agora vêm dizer que os militares vão tomar conta? Isso é conversa de comunista. Gil, Caetano, Chico Buarque… tudo chupador de pau de Lula. Então, vão pro Paraná fazer companhia a ele. Eu não me importo.”

As redes sociais estão apoiando os termos usados por Nana.
Postagem Anterior Próxima Postagem
O Amazonense