Amigos relatam que a travesti estava usando um aplicativo de encontro o que resultou em morte


O corpo da travesti Paty Santos*, uma cabeleireira de 36 anos com nome de nascimento Augusto Figueiredo dos Santos, foi encontrada com sinais de estrangulamento e com as mãos e os pés amarrados por volta das 10 horas deste sábado (30) dentro da casa dela, na avenida Vitória Beatriz, bairro Colônia Terra Nova 2, Zona Norte de Manaus.

De acordo com os policiais militares da 18ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) que atenderam a ocorrência, o corpo de Paty foi encontrado pela mãe dela no momento em que entrou no quarto da cabeleireira. Ela morava sozinha na residência, que também funcionava como salão de beleza




“Provavelmente ele (Paty) foi asfixiado com a ajuda de um travesseiro. O corpo foi encontrado pela própria mãe que ia fazer uma visita e se deparou com o corpo que estava na cama, com os pés e mãos amarrados”, disse um sargento da 18ª Cicom, que preferiu não se identificar. O policial militar se referiu à vítima no gênero masculino.

A Polícia Militar afirmou ainda que populares relataram terem visto três homens entrando na casa de Paty por volta das 22 horas de ontem, sexta-feira (29). “Os familiares disseram que a última mensagem recebida da vítima foi as 22h30. Na mensagem de texto dizia que (ele) estava com ‘o amor’ e que iria fazer um café para ele”, afirmou ainda.

Uma equipe de policiais civis do 6° Distrito Integrado de Polícia (DIP) e peritos do Departamento de Perícia Técnico-Científica (DPTC) acompanharam o caso. “O quarto da vítima foi todo revirado e a morte foi por estrangulamento”, disse o delegado plantonista Vinícius Silveira. Não foi confirmado se a vítima teve algum pertence roubado.

O corpo da cabeleireira foi levado pelo Instituto Médico Legal e caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

*A reportagem do Portal A Crítica errou e inicialmente publicou que a vítima se tratava de um homem. Após apuração de informações, verificou-se que se tratava da travesti Paty Santos.
Postagem Anterior Próxima Postagem
O Amazonense