Um homem foi preso nesse sábado (2), em Brumadinho, região metropolitana de Belo Horizonte (MG), "tentando incluir nome de pessoa desaparecida de forma fraudulenta para obter indevidamente indenização de R$ 100 mil" que a Vale pagaria, como doação, às vítimas da tragédia.

De acordo com o G1, a Polícia Civil de Minas Gerais informou que o suspeito foi preso em flagrante por estelionato.

Nessa semana, a mineradora Vale divulgou que vai doar R$ 100 mil para cada família que teve um parente morto na tragédia gerada com o rompimento da barragem Mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho.
Postagem Anterior Próxima Postagem
O Amazonense