AFP / Juan BARRETO
O presidente da Venezuela e candidato à reeleição, Nicolás Maduro, conclamou nesta sexta-feira seus adversários a reconhecer o resultado das eleições do próximo domingo, qualificadas de "fraudulentas" pelo grosso da oposição.

"Assim que o povo exercer seu direito de voto (...), todos os candidatos devem se comprometer a aceitar o resultado eleitoral, qualquer que seja", disse Maduro diante de observadores internacionais.

"Dou a garantia do meu país de que aceitarei os resultados eleitorais", acrescentou o presidente socialista, que previamente recebeu o ex-chefe de governo espanhol José Luis Rodríguez Zapatero no Palácio Presidencial.

Zapatero será um dos observadores do processo.

Maduro tem como principais adversários o chavista dissidente Henri Falcón e o pastor evangélico Javier Bertucci.

A Mesa da Unidade Democrática (MUD), que reúne os principais partidos de oposição, boicotou as eleições, que qualifica de "farsa".

Estados Unidos, União Europeia e vários países da América Latina apoiam a MUD e condenam as eleições, antecipadas pela Assembleia Constituinte, dominada pelos chavistas.

AFP
Postagem Anterior Próxima Postagem
O Amazonense