Fotos: Ingrid Anne / Manauscult


Nesta terça-feira, 18/4, alunos do curso de Letras da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) realizarão a leitura dramatizada da obra “Dom Quixote”, do espanhol Miguel de Cervantes. A atividade integra a programação de comemoração do Dia Internacional do Livro (23 de abril), iniciada nesta segunda, 17, com a abertura da exposição “Don Quijote – Sonhando um sonho impossível”, no Paço da Liberdade, e um circuito de palestras sobre o tema no Les Artistes Café Teatro.

Pela manhã, o escritor e professor João de Jesus Paes Loureiro abriu a rodada de palestras, compartilhando com os convidados sua experiência e relação com um dos principais romances da literatura mundial. Nesta terça, 18, será a vez do professor da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Saturnino Valladares, realizar o bate-papo.

“Com a orientação do nosso prefeito Arthur Virgílio Neto, estamos buscando resgatar tudo que de certa forma deixa a marca do processo cultural. Essa exposição é emblemática, pois, além de comemorar Dom Quixote, traz a Manaus palestrantes maravilhosos como Paes Loureiro, que veio de Belém especialmente para prestigiar e participar dessa programação”, comentou o vice-diretor presidente da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), José Cardoso.

Durante sua apresentação, Paes Loureiro contextualizou a obra de Cervantes com a realidade atual e falou sobre sua relação com “Dom Quixote”. “A convite do José Seráfico, que é um colecionador das peças do personagem, vim a Manaus para realizar essa palestra, que traz uma aproximação da leitura da vida de Dom Quixote e associa algumas significações do livro com a nossa cultura. Meu primeiro contato com este romance foi ainda na infância, quando meu pai lia para mim e meus irmãos antes de dormir. Desde então, 'Dom Quixote' passou a fazer parte do meu imaginário, como o boto, Iara e Matinta Perera”, contou o poeta.

Idealizador

Professor, jornalista, advogado e amante da literatura, José Seráfico é o idealizador da programação em alusão ao dia 23 de abril e o colecionador das peças de “Dom Quixote” em cartaz na exposição. “Nós cedemos 20 peças para demonstração; elas são muito expressivas e certamente despertarão o interesse das pessoas em conhecerem melhor não só a obra 'Dom Quixote', mas também o esforço do admirador e leitor de Cervantes, no caso, eu”, brincou.

A exposição fica em cartaz até o dia 19 de maio, no Paço da Liberdade, Centro Histórico de Manaus. O Paço funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h30, e aos sábados, das 9h às 12h30, sempre com entrada gratuita.

Programação

18/04 (terça) - 9h às 12h - Palestra sobre a obra “Dom Quixote”, com o professor da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) Saturnino Valladares, e leitura dramatizada do romance e de poesias feitas por acadêmicos de Letras da Ufam - Les Artistes Café Teatro, Centro.

20/04 (quinta) - 9h às 12h - Seminário sobre Cervantes e sua obra, com os professores e escritores José Seráfico, Márcio Souza, Saturnino Valladares, Wagner Teixeira e Luiz Souza - Les Artistes Café Teatro, Centro.
Postagem Anterior Próxima Postagem
O Amazonense