Foto: Divulgação /  BLITZ AMAZÔNICO

Deputados ainda tentaram uma manobra para que a votação não fosse nominal.
Michel Temer, que chegou ao poder por meio de um golpe parlamentar, consegue aprovar no Congresso sua reforma trabalhista que privilegia o negociado sobre o legislado.
A aprovação significa que direitos, antes consagrados na CLT, poderão ser sacrificados se houver acordo entre patrões e empregados. O texto-base foi aprovado na noite desta quarta-feira (26) por 296 votos a 177.
A base de Temer ainda tentou uma manobra para que a votação não fosse nominal e a população não pudesse saber quem apoiou o fim de direitos trabalhistas, mas a oposição conseguiu evitar. Deputados contra a reforma levaram cartazes com a imagem da CLT rasgada, além de caixões e cruzes, para denunciar a morte das leis trabalhistas.
Bancada do Amazonas
Os oitos deputados(as) federais do Amazonas estavam presentes. Apenas Hissa ,Sabino e Conceição Sampaio votaram contra, o restante da bancada votou com Michel Temer. A votação da bancada amazonense ficou assim. (Quadro abaixo)
Alfredo NascimentoPR Sim
Arthur Virgílio BisnetoPSDBSim
Átila LinsPSD Sim
Conceição SampaioPPNÃO
Hissa AbrahãoPDT NÃO
Pauderney AvelinoDEM Sim
Sabino Castelo BrancoPTBNÃO
Silas CâmaraPRB – Sim
Fonte: Manaus de Fato
Postagem Anterior Próxima Postagem
O Amazonense